Fininho e Poderosa no Encontro Nacional de Escolas de Ciclismo

Encontro de escolas de ciclismo em Mangualde Viseu 24-25 de Julho 2010.

 

Fininho e Poderosa engrossaram um extraordinário pelotão de 349 pequenos atletas entre os 6 e 14 anos distribuidos pelas classes de benjamins, iniciados, infantis e juvenis, num total de 35 escolas de todo o país e ilhas, sendo 27 escolas na vertente de ciclismo de estrada com um total de 268 pequenos atletas e na vertente do BTT 8 escolas com 81 atletas. Na estrada meninas participantes foram 39, no BTT participaram 22 meninas.

De realçar os 108 juvenis na estrada, um pelotão que acredito ter batido o recorde desde de sempre nas escolas de ciclismo e também impressiona o numero de 84 infantis.
Mangualde soube receber bem todos estes pequenos e excelentes atletas que juntamente com o seu satff e apoiantes marcou de admiração a população perante um clorido e muito activo movimento desportivo, sempre bem coordenado pelos comissários e organização da UVP-FPC. 

 O programa incluia simultâneamente o início das provas das duas vertentes do ciclismo a partir das 15h00 no Sábado, depois era um rodopio com as equipas a desdobrarem-se para dar apoio às suas classes afim de cumprir as suas provas. No BTT, onde a nossa escola competia seria a primeira manga de destreza para os benjamins e iniciados e de seguida os contra relógios para os infantis e juvenis, estando tudo terminado nesse dia às 18h00.
Ainda neste dia foi previsto para treinadores e directores um colóquio que se realizou no auditório da Câmara Municipal com temas importantes como “A luta contra a dopagem no ciclismo – em defesa do ciclismo limpo” e “A ética como alicerce de uma carreira desportiva” sendo os prelectores o Dr. Jaime Antunes, Conselheiro do Conselho Nacional Antidopagem e Dr.ª Rita Nunes, Confederação Desporto de Portugal, respectivamente.
Domingo de manhã a partir das 9h30 foi o dia de todas as decisões com os benjamins a fazerem a sua 2ª manga e última na prova de destreza, os iniciados, infantis e juvenis as suas provas em linha no caso do BTT e sempre em circuito próprio em todo o terreno. Como no dia anterior a estrada fazia ao mesmo tempo as suas provas com os benjamis também num circuito de destreza mas de piso duro e as restantes categorias as respectivas provas em linha em circuitos fechados pelas novas avenidas de Mangualde fechadas ao trânsito automóvel.
Às 13h00 com tudo acabado a exemplo do jantar do dia anterior a Escola Secundária de Mangualde recebia todos os participantes e acompanhantes para o almoço nas suas instalações e de seguida em frente, no Estádio de Mangualde a cerimónia da entrega dos prémios, terminado assim em grande festa mais um encontro de escolas de ciclismo a ficar de certeza gravado para sempre nas cabeças de todos os jovens presentes e nas pessoas que desconheciam todo este movimento desportivo em redor do ciclismo jovem.
Este encontro ainda teve o apoio da Câmara Munipal de Mangualde, Liberty Seguros, Instituto do Desporto de Portugal, I.P., Vitalis água mineral natural e Clube de Mangualde Dá Gás. Estiveram também presentes na cobertura do evento os média locais de Mangualde.

 

 

 

A participação da Poderosa e do Fininho...

Foram dois intensos dias de ciclismo jovem com um primeiro dia de muitos nervos para toda a equipa e que se reflectiu na prestação de todos. Mas depois de um merecido descanso e descontração no quartel dos Bombeiros Voluntários de Mangualde o dia seguinte foi encarado mais solto dos nervos, com uma equipa unida no apoio e na motivação de todos.

A Poderosa no Sábado foi confrontada com uma prova de destreza (gincana) com muitas "ratoeiras", habituada a fazer estas provas bem e com rapidez, devido à separação entre os obstáculos ser curta, em piso muito escorregadio e inclinado, não conseguiu mostrar o seu melhor fazendo muitas faltas. Contudo no Domingo mais calma e consciente de como devia fazer, só lhe faltou mesmo a estrelinha da sorte no obstáculo de apanhar o bidon onde fez tudo certinho mas que depois de balançar um pouco o bidon teimou em cair na recepção, atirando uma prestação com esta falta para um 4º lugar da geral e 2º nas femininas, quando com o tempo feito e com sorte tinha sido o 1º da geral. Apesar de tudo foi um lugar muito precioso para ajudar a equipa a pontuar na melhor posição, afinal o objectivo principal.

 

O Fininho no Sábado teria de cumprir um contra relógio para atribuir o melhor lugar na grelha de partida no Domingo. Tendo em conta o grande numero de atletas presentes do BTT Loulé era necessário fazer um bom tempo... Contudo não correu como o previsto com um Fininho a não conseguir dominar da melhor forma a sua máquina num terreno com pequenas lombas de terra dura e num circuito rápido com muitas curvas apertadas, atirando a sua posição para meio de uma tabela de 23 juvenis, foi mesmo muito mau... Felizmente no Domingo consegui perceber que o erro estava na pressão dos pneus, habituados a estes trilhos do Norte mais agressivos com muita pedra a pressão era muito alta para o circuito apresentado fazendo saltar a sua máquina que aliado ao seu baixo peso ainda ajudava mais a ter pouca estabilidade. Assim sendo resolveu-se baixar a pressão em menos 1 Bar. Decisão acertada, o Fininho encontrou-se novamente com a sua máquina fazendo a equipa perfeita e unida no seu objectivo. A partida era problemática, os pontos nesta corrida seriam fundamentais para toda a equipa, a pressão estava toda no Fininho, pois apesar de termos mais juvenis todos sabiam que a experiência e preparação dos seus colegas não seriam sufecientes para conseguir os pontos desejados para a geral da classificção da equipa... O apito dá a partida, os dedos cruzam-se para que nada aconteça, há uma queda... Foi o colega Blue Campos que caiu sem consequências físicas mas com a direcção torcida que foi rectificada e continuou, estavam todos em prova. Fininho fez bem a sua partida mas ficou com 8 atletas na sua frente, 6 do BTT Loulé, 1 da escola Joaquim Agostinho e mais outro Strix/Tobikes e que impoêm grande velocidade na frente da corrida. Nesta situação acaba por se fazer uma quebra no grupo abrindo um grande fosso entre o grupo da frente composto por estes últimos atletas e um segundo grupo composto por 3 atletas do BTT Loulé com o Fininho na retaguarda a ser travado na tentativa de ultrapassar... Foi já quase na entrada da 3ª volta que conseguiu ultrapassar os três atletas de Loulé, mas a distância agora para os primeiros era impossível de recuperar. Nesta situação as minhas recomendações foram de tentar fazer agora uma condução sem riscos e defender a posição. Mas mais do que seguir estes conselhos o Fininho numa abnegação ao esforço e empenho em conseguir mais, acreditava que conseguia chegar à frente... E ... conseguia se mais voltas houvessem além das 6 para se fazer, pois a sua distância para os da frente foi encurtanto, cortando a meta a pouco menos de 100m do 5º classificado Cláudio Teixeira da escola Joaquim Agostinho.

Sem dúvida que este team familiar em muito deu o exemplo do máximo desportivismo, empenho, alegria e a jogar sempre com grande prazer aceitando as pequenas derrotas, mas conseguindo dar um grande contributo com a ajuda também de todos os amigos da equipa onde o seu apoio foi fundamental para que a equipa a que pertencem a Escola Liberty Seguros BTT Matosinhos ADSL conseguisse o segundo lugar na vertente do BTT.

  

Escola Liberty Seguros BTT Matosinhos ADSL vice campeã nacional de escolas de BTT

 

Ver album completop das fotos, clicar AQUI

Classificações (clicar aqui)

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Abrasar às 14:40
favorito | |  O que é?