Meninas no ciclismo de competição.

"No desporto não há diferenças de género entre meninas e meninos até aos doze anos.", disse uma vez uma professora de educação física que admiro num dos treinos de desporto escolar.

 

Na minha prática como treinador só posso confirmar isso mesmo e concordar. No ciclismo há as classes de escolas de ciclismo com as meninas a competir desportivamente em igualdade de circunstâncias com os meninos desde os seis anos, idade mínima admitida no ciclismo, até aos catorze anos. 

Embora no final tenham pódios separados em termos de pontuação para a geral da equipa os seus pontos conquistados são considerados, o que as leva a fazerem interessantes e motivantes lutas desportivas para ganharem a geral da prova, acontecendo isso mesmo com algumas meninas a ganharam a todos os meninos.

 

Em juvenis com treze, catorze anos já passam a ser raparigas que em termos de maturidade estão mais avançadas que os rapazes contudo em constituição física a diferença para os rapazes é já muito evidente com estes últimos a ganharem substancialmente mais massa muscular. Apesar de tudo elas continuam aguerridas se assim forem motivadas e não socialmente e erradamente na minha opinião "protegidas" por serem meninas ou "senhorinhas", com conselhos de adultos para não se esforçarem muito.

 

É importante para o desporto feminino futuro as meninas, raparigas, e jovens competirem e treinarem com os rapazes que andem bem, que atinjam também os seus limites físicos, pois só assim vão evoluir e conseguir quiçá competir de igual para igual com futuras adversárias estrangeiras... Pois sabe-se que é isso que acontece nas nações europeias mais fortes no ciclismo...

 

E a provar esta minha prosa toda, está na primeira imagem abaixo a minha pequena Ana Santos assim com mais meninas (poucas) na linha da frente prontas para farem a sua última prova de juvenis de igual para igual com os rapazes em Proselo - Arcos de Valdevez, realizada hoje dia 9 de Outubro...

E já "bateu" saudades na Ana... Agora já na próxima prova se tudo correr bem no ciclocrosse subirá à categoria de Cadete. Nunca mais vai competir de igual com os ... "meninos"...

Ela sabe isso e sente já alguma nostalgia, foram muitos anos, pois entrou para este ciclismo com sete aninhos e desde essa altura foram muitas alegrias, tristezas, derrotas, vitórias individuais, algumas gerais e pelo meio em infantil com um acidente grave que a atirou para o hospital durante nove noites, mas agora com uma certeza ficou e fiquei também, foram os "meninos" que a ajudaram e muito a evoluir neste ciclismo.

Agora os amigos da sua idade, mais fortes, vão também entrar numa fase mais competitiva, uns mais preparados do que outros vão fazer provas com mais voltas sem meninas, talvez eles, também vão sentir saudades do tempo de juvenis com algumas meninas a lhes "morder" as rodas de trás... Mas é assim a vida, são os nossos jovens a crescer na corrida para a idade adulta.

 

Boa sorte e boas entradas para todos agora que mudam de categoria e acima de tudo o meu conselho é que continuem a fazer o vosso desporto sempre por paixão, nunca por obrigação, não se deixem pressionar por resultados, façam amigos nos adversários que afinal partilham o mesmo gosto pelo ciclismo, tentem sempre tirar algum divertimento e que o ciclismo seja também uma forma de ajuda e de escape para ultrapassar uma ou mais situações complicadas que possam acontecer na vida, só assim faz sentido continuar no ciclismo.

Abraço para todos. 

DSC_3655.JPG

 

 

publicado por Abrasar às 22:32
favorito | |  O que é?