mais sobre mim

Clicar para ir ao site

links

Domingo, 13 DE Novembro DE 2011

Utilização da Bicicleta nas escolas de Aveiro

Quando queremos dar o bom exemplo da utilização da bicicleta como meio de transporte, recorremos na maioria ao exemplo da Holanda. Sem dúvida que é um excelente argumento para vencer os críticos ou demagogos da inviabilidade da utilização da mesma no nosso país. Bom para estes últimos fiz uma pesquisa, depois de comentar o assunto com um amigo, e encontrei três exemplos da utilização da bicicleta como meio de transporte por estudantes. Imagens que fácilmente se podem confundir com outras do género na Holanda...

 

Escola Padre António Morais da Fonseca - Murtosa

(500 alunos, 400 utilizam a bicicleta)


Blog "Santa Terrinha" com a informação clicar AQUI

 

 

 

Pardilhó - Estarreja

 

Escola Secundária Gafanha da Nazaré
Imagens e um filme de passeios com alunos da
Escola Padre António Morais da Fonseca

 

 

publicado por Abrasar às 22:24
favorito | |  O que é?
Quinta-feira, 02 DE Dezembro DE 2010

Uma prenda de Natal inteligente.

Vejam o filme:

 

Uma bicicleta é sempre uma boa prenda, uma bicicleta para os "pequenos rodinhas" até aos 6 anos, igual ao do pequeno protagonista do filme, digamos que na nossa opinião é uma boa e inteligente opcção de prenda de Natal. ;)


tags:
publicado por Abrasar às 16:03
favorito | |  O que é?
Domingo, 24 DE Outubro DE 2010

Cobrança nas SCUT´s martiriza ciclistas

As SCUT que passaram a ser cobradas, originaram um aumento considerável de trânsito automóvel nas vias adjacentes e nacionais velhinhas como por exemplo na EN 13 e 14, muito utilizadas nos Domingos de manhã e também nos treinos de fim do dia à semana de muitos milhares de ciclistas. Pois agora a circulação de bicicleta por essas vias é infernal, estupidamente direi quase impossível de conviver com os automóveis em grande quantidade e conduzidos a maior parte por pessoas revoltadíssimas com a situação, sendo fácil de ver grandes insultos aos coitados dos ciclistas. Caros senhores tenho a sensação de que regredimos 20 anos para trás, pois só nessa altura é que me lembro de ver situações destas como disse à 20 anos atrás... Com a agravante de agora a maior parte destas novas vias (SCUT) cortarem caminhos antigos e grande parte de floresta originando autênticos obstáculos a população residente (e também a Betetistas como nós) nas suas deslocações como se estivessemos num país com vários rios sem pontes... É triste sermos privados da nossa liberdade de deslocação na nossa própria casa...

tags:
publicado por Abrasar às 18:56
favorito | |  O que é?
Quinta-feira, 10 DE Janeiro DE 2008

Limite de velocidade cai para 30 km/h nas localidades.

Pelo que me deu a perceber ao ler a notícia é de que esta medida se destina a baixar o numero de mortes na estrada, neste caso presumo dos peões...
Vivo muito perto de uma estrada nacional e como é uma localidade a velocidade permitida é de 50km/h, contudo raros são os que cumprem essa velocidade e quem a cumpre sente-se muito pressionado com o carro atrás a preencher-lhe totalmente todos os espelhos retrovisores... Parte tudo do civismo e da educação de todos e se as autoridades conseguissem fiscalizar na totalidade estes casos com a lei que temos, provavelmente haveria menos mortes, pois pelo que me dá a perceber elas acontecem sempre por excesso da velocidade permitida pela lei actual.

Por conseguinte como estou já numa idade que pouco acredita e desconfia destas iluminadas ideias, fico com a opinião de que é mais uma lei para não se cumprir e as mortes vão continuar a existir, digo eu.

Desconfio também que é mais um golpe de cintura para aumentar ainda mais os valores das multas e sacar mais uns dividentos aos desgraçados do Zé Povinho que vão ser apanhados a  andar a 50km/h num limite novo de 30km/h. Vai servir para justificar a utilização das auto estradas ou futuras suct´s pagas para nos deslocarmos a tempo de chegarmos ao trabalho que está longe de nossa casa e justificar também uns investimentos a mais em condições para obrigar a circular a 30km/h e em obras de mais estradas alternativas... digo eu outra vez... :/

Por este caminho isto vai chegar às bicicletas, pois 50km/h em determinadas condições a bicicleta ultrapassa essa velocidade e mais facilmente os 20km/h e então os 10km/h até a minha filha de cinco anos os ultrapassa... :/
Eu se fosse um demagogo de ideias iluminadas primeiro obrigava as bicletas a ter velocimetro de série, de preferência de uma marca que algum meu amigo comercialize, depois obrigava ao registo com matricula para assim os radares das ciclovias poderem registar e se passarem as multas aos loucos dos aceleras do pedal... ;)

tags:
publicado por Abrasar às 02:18
favorito | |  O que é?
Sexta-feira, 22 DE Junho DE 2007

Teclar vs Pedalar.

Eu gosto de falar com os amigos, mas na impossibilidade de fisicamente estar com eles, nada como teclar com a ajuda de um computador e virtualmente descarregamos a nossa vontade de socializar. Não sou psicólogo, mas entendo que isto de estar com os outros e discutir coisas do nosso gosto faz-nos bem, e há muito que está enraizado na humanidade, exemplo disso é a palavra "forum"...
Quando era pequeno, gostava de ir com o meu pai a uma adega da altura, onde todos os homens da vila se juntavam para conversar sobre todos os assuntos, os encontros mais participativos eram sempre ao fim da tarde nos Domingos, quando acabava o futebol e eu gostava pelo motivo de encontrar os filhos dos amigos do meu pai para brincar...

Mas qual a razão deste post então? Simplesmente porque, por vezes se critica quem tecla e está a perder tempo porque não o aproveita a pedalar ...
Ora não concordo que seja uma perda de tempo. Acredito que a internet ajudou muito a divulgação e os encontros com amigos, não só do local onde moramos como do país inteiro.
E não ficamos depois contentes ao contarmos as aventuras nos dias seguintes com a ajuda do computador? Isso não é bom? Para mim é, por isso continuo a teclar, quando posso claro.
Fico é triste com o tempo que o trabalho profissional me rouba, não conseguindo fazer as duas coisas. Sorte daqueles que conseguem teclar no trabalho...

De qualquer modo arranjei uma ideia para aqueles que argumentam de:
"Tecla menos e pedala mais..."
Como podem ver pelas figuras já não é incompatível teclar com o pedalar...
(Só tem um pequeno problema, que é o suor encharcar o teclado...













Ler mais sobre este tema no Forum BTT clicar aqui:
 Teclar vs Pedalar.
Um abraço a todos...
tags:
publicado por Abrasar às 14:54
favorito | |  O que é?
Sexta-feira, 15 DE Junho DE 2007

Acerta o passo Zé...

Acho que a alimentação de coca cola com sardinhas, anda a colocar o pessoal todo a bater mal, andamos todos desafinados e com o passo trocado por este país à beira mar plantado, e parece que vivemos numa espécie de banda desenhada com heróis de lhes tirar o chapéu quando fazem as suas tropelias…

Vejamos por exemplo este caso: recebi há pouco tempo um e-mail com o assunto “Professor Marcelo R Sousa descredibiliza o uso de bicicleta em Lx.”

Logo o professor uma pessoa de qual gosto de ouvir, só pode ter sido de comer muitas sardinhas com coca-cola nas festas populares de Lisboa. Pois segundo a informação que recebi o professor nas notas curtas do seu último programa, no dia 10 de Junho comentou o seguinte:

"Se há cidade onde não faz sentido defender a bicicleta com as sete colinas é Lisboa.
(...) Andar de bicicleta em Lisboa, teoricamente é impossível (...)".

Bem todos os anos existem eventos de cicloturismo pela cidade, alguns até tem a participação de colegas políticos do professor, eu próprio e o meu filho com oito anos ficamos a conhecer Lisboa como nunca o ano passado no evento do Lisboa Antiga, circulando por ruas, vielas, escadarias, praças e até visitamos o castelo de S.Jorge. Mas que comentário terá a realização doLisboa Bike Tour no dia 24 de Junho e do Porto Bike Tour no dia 22 de Julhocom as inscrições já encerradas de 10 mil e 6 mil respectivamente para cada cidade?

Acerta o passo Zé…

Outro caso interessante é a Ecopista de Famalicão até à Povoa de Varzim que até já serviu de estandarte em campanha eleitoral, mas que não passa da cepa torta, ou seja, anda a vapor e assim também não acerta o passo na era actual do Alfa pendular…

Mas para este assunto aqui vai na imagem abaixo a notícia saída no público de 10 de Junho. Com a nota do também desinteresse de certas câmaras do Douro e Alentejo pelos projectos da Refer.

Entretanto houve uma carta que circulou pela net a pedir explicações à câmara de Famalicão porque que motivo a ecopista parou, e encheu a caixa de correio da câmara de Famalicão, dizem que andam muito arreliados lá por aquelas paredes dos gabinetes da referida edilidade…

Acerta o passo Zé…

 

Já estou farto de acertar o passo, por isso é que troquei o passo pelas rodas da bicicleta, é mais fácil e é sempre a rolar…


 

 

publicado por Abrasar às 10:43
favorito | |  O que é?
Terça-feira, 17 DE Abril DE 2007

Escravidões da vida moderna.

Detesto fazer compras… Detesto escolher, já não tenho paciência e depois fico sempre com a sensação de pagar a mais por coisas supérfluas, como por exemplo por embalagens todas atractivas que acabam no aterro sanitário mais próximo, juntamente com o tempo perdido nessa coisa de comprar, que alguns nos querem convencer de ser um prazer…

Vejam um exemplo:

 

Vou ao supermercado fazer compras e começo por uma pasta de dentes. No meio de centenas delas há algumas marcas…

Qual delas levo?

Bem, igual à que usei este mês passado… Mas ao lado está uma em promoção!

Ok, levo essa da promoção. Mas, apesar da promoção é mais cara, porquê?! Olho com mais atenção, afinal tem mais quantidade de produto…

Mas outra embalagem logo ao lado está com o mesmo preço, será que tem a mesma quantidade? Dou quatro voltas à caixa e com dificuldade lá encontro a medida da quantidade, menos um bocado. Será que compensa? Esta diz que protege contra o tártaro, vou analisar pelo valor de preço-quantidade… Fico confuso… Afinal acho que mais importante que o tártaro é o flúor. Vou procurar antes uma com flúor.

Olha, afinal há muitas com flúor e branqueador!? Qual delas devo levar? A mais barata claro… Já com a caixa dentro do cesto lembro-me de ver a quantidade do produto… Afinal é mais barata, mas também leva menos quantidade de pasta de dentes… Ai, ai, ai…

Vou mas é comprar o arroz primeiro…  :(

 

É de loucos, não acham? Agora multipliquem este tempo perdido na escolha por uma dezena, duas dezenas ou mais produtos…? Num espaço fechado saturado de pessoas com luz e ar artificiais…? Ainda nos querem convencer que ter opção de escolha é uma qualidade de vida?

Vivam os produtos brancos digo eu, quero lá saber de marcas XPTO. Perder o menos tempo possível é o que eu quero, para ter mais tempo para jogar à bola com os meus amigos, nem que seja com uma bola de trapos, porque desta vida o que se leva de melhor é ter tempo, espaço e amigos para partilhar o gozo das nossas vidas.

 

Foto de Bruno Garrudo - StuckComeço a acreditar que os meninos da Polinésia que fazem surf nas suas belas praias com tábuas de madeira, ou com as cascas das arvores, despidos de todo o equipamento mais moderno, são bem mais felizes nestas suas brincadeiras do que os nossos com todas as modernas tecnologias das PlayStation.Foto de Bruno Garrudo - Stuck

 

E nós, todos vaidosos como pavões a mostrar as nossas máquinas limpinhas com os alumínios polidos a esforço de horas perdidas com “duraglit”, falando neste caso de bicicletas claro, seremos felizes?

Começo a convencer-me que não, porque passamos a escravos da máquina e quanto mais mecânica tiver e mais acessórios, maior será com certeza os seus caprichos.

Assim neste contexto despi-me já há algum tempo dos mais modernos caprichos no BTT, há muito que ando com uma BTT single-speed.

Este próximo Domingo, se tudo correr bem, vou estar presente com ela para participar na maratona em Esposende. É uma experiência que faço comigo mesmo para averiguar se me vou divertir menos do que os outros amigos com bicicletas XPTO … :)


Se sobreviver, prometo depois um relato da aventura.

Sei que nada disto está certo, não se preocupem é só um desabafo de uma minoria, eu...:)

publicado por Abrasar às 22:14
favorito | |  O que é?
Domingo, 08 DE Abril DE 2007

O maior paredão da Europa.

Resolvi hoje meter a minha colherada num assunto que nada percebo, afinal nos tempos que correm parece ser moda e já é comum todos criticarem a poda sem nada saberem de vindimas. Digamos que a nossa sociedade saiu de uma obscura "servobediência" e saltou para a época da "iluminância" onde todos são génios nas artes que não dominam. Ora sendo assim também me sinto no direito à minha quota de genialidade actual.

Por conseguinte venho por este meio comunicar com as elites deste País, para se deixarem de se esforçar de tão nobre e patriotica causa no desenvolvimento e autorização de meios civis com construções de edifícios de habitação, para proteger a nossa costa marítima.

Vista Atlântico.

Sim, eu sei ser muito difícil de perceber ao cidadão comum (como eu) que construir nas dunas de areia na primeira linha do mar é uma forma futura de proteger o litoral.

Percebi isso depois de ver e tirar as fotos que publico. Tive um rasgo de iluminância actual (raro no meu caso), e percebi a genialidade das nossas elites, difícil de atingir claro pela maioria do povo.

Não circule nas dunas. Construa só...

Passo a explicar:
Toda a gente já sabe que por motivo do aquecimento global, as águas do mar estão a subir, então numa espectacular visão futurologista as nossas visionárias elites autorizam as construções de habitação e outras, nas zonas mais sensíveis ao avanço do mar.

Futuros paredões.

O objectivo é simples, quando o mar avançar é barrado por essas construções, autênticos paredões, já não é preciso transportar entulho e pedras da pedreira mais próxima para construir frágeis e ineficazes diques com todos os encargos que isso envolve para o erário público. Toda a matéria prima já se encontra no local bem solidificada, e construída por privados, que durante anos pagaram impostos no valor que provavelmente pagam possíveis futuras indemnizações.

Permitido só construir...

Sei ser difícil de entender e de engolir esta engenharia económica aos tótós como eu que gostamos das coisas da natureza e de curtir umas ondas em praias...

Por este caminho em breve ficamos com uma costa emparedada sem praias e sem ondas!!! Não pode ser, vivemos numa democracia, os gajos do surf tem direito à sua razão. Com um caneco parem lá de fazer esses entraves ao avanço do mar, senão deixamos de ter praias para termos o MAIOR PAREDÃO DA EUROPA.

publicado por Abrasar às 12:17
favorito | |  O que é?
  • Clicar para ir ao site

  • Clicar para ir ao site

  • Clicar para ir ao site

  • Clicar para ir ao site

  • Clicar para ir ao site

Escola de ciclismo

Clicar para ir ao site

arquivos

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

2006:

 J F M A M J J A S O N D

2005:

 J F M A M J J A S O N D

pesquisar

 

comentários recentes

  • Cada vez sou mais fã de Downhill, mas não se encon...
  • Antes de mais boa noite, cai no seu blog um bocado...
  • belo trilho hein?
  • Amazing stuff, really fabulous. Thank you for the ...
  • Obrigado Bruno e podes contar comigo e provavelmen...
  • Olá Vitor,É bem verdade, a bicicleta faz com que c...
  • Obrigado Sérgio. Realmente temos locais muito boni...
  • Bem grande aventura.Sou natural de Mondim de Basto...
  • Eheheheheh... :D
  • Bem que já há uns dias que sempre que ligava a net...